Logotipo Aciplas

 

Aço Inoxidável

 

O aço inoxidável é um tipo de aço que contém pelo menos 10,5% de cromo de forma balanceada em sua composição química com o objetivo obter resistência à corrosão, uma das maiores inimigas dos metais.

 

O oxigênio do ar quando em contato com o cromo do aço inoxidável forma uma camada extremamente fina, praticamente invisível, chamada de camada passiva. É essa camada passiva que protege o aço inoxidável contra a corrosão do meio ambiente. Como característica, a camada passiva é formada quase que de forma espontânea na presença do oxigênio, é muito estável, portanto não se desprende e não é porosa o que contribui para que esta camada proteja o aço do meio agressivo.

 

Com a adição controlada de elementos de liga é possível obter uma grande variedade de aços inoxidáveis com níveis progressivos de resistência à corrosão e resistência mecânica. Os aços inoxidáveis podem ser classificados em cinco famílias básicas, mas as principais são os austeníticos, os ferríticos e os martensíticos.

 

Austeníticos:

- Os aços inoxidáveis austeníticos são os mais utilizados e também os com o maior número de ligas. O aço inoxidável tipo 304 (1.4301) tem 17% de cromo e 8% de níquel. Outros exemplos de aços austeníticos são 304/S30400(1.4301), 304L/ S30403 (1.4306), 316/S31600 (1.4401) e 316L/ S31603 (1.4404)

 

Ferríticos:

- Os aços inoxidáveis ferríticos tem como principal elemento de liga o cromo com teores entre 11 e 17%. O teor de carbono mantido baixo resulta em uma limitada resistência mecânica. Os aços ferríticos são do tipo baixo custo porém tem limitada resistência à corrosão comparado com os aços auteníticos mais comuns. Exemplos de aços ferríticos são 3 Cr 12 (1.4003) e 430 (1.4016).

 

Martensíticos

- Os aços inoxidáveis martensíticos são similares aos aços carbono e de aços de baixa liga. Devido a adição de carbono, pode ser endurecido e a resistência é aumentada pelo tratamento térmico assim como ocorre no aço carbono. O principal elemento de liga é o cromo com um teor típico de 12 a 15%. Uma melhor resistência a corrosão é obtida no tratamento térmico. Os martensíticos foram desenvolvidos com adições de nitrogênio e níquel mas com teores de carbono mais baixos que os tipos tradicionais. Estes aços tem melhor tenacidade, soldabilidade e resistência à corrosão. Os exemplos de aços martensíticos são 420(1.4028), 431(1.4057) como tipos temperáveis com carbono normal e 248 S V(1.4418) como tipo de aço com baixo teor de carbono e mais o nitrogênio.

 

Informações Técnicas:

 

  • Materiais:
    • AISI 304
    • AISI 316
    • AISI 316L
  • Tipo: Com ou sem costura
  • Normas aplicáveis: ASTM A-269 / A-312 / A-249 / A-270 / A-554 / A-778 / A-358 / ASTM A-213 / A-269 / A-312

 

 

Aplicações:

 

  • Indústria química
  • Indústria naval
  • Farmacêutica
  • Papel e celulose
  • Alimentos e bebidas
  • Criogenia
  • Vapor
  • Tratamento de água

 

 

Vantagens:

 

  • Resistência à corrosão
  • Resistência a altas temperaturas
  • Alta resistência mecânica
  • Suporta trabalhos em temperaturas criogênicas (abaixo de 0ºC)
  • Material inerte
  • Forte apelo visual
  • Baixa rugosidade superficial

Aciplas

(11) 2062-9272  |  contato@aciplas.com.br

Rua Pedro Fachini, 186 - São Paulo - SP - CEP: 04221-040